Ministério da Educação adota Fedora em suas estações de trabalho

O Ministério da Educação, através do seu Comitê de Informação e Informática – COMINF, anuncia a distribuição Fedora como a plataforma ser utilizada como padrão nas estações de trabalho do MEC. O Fedora é uma distribuição do Linux, sistema operacional livre (de código aberto), que irá substituir o sistema operacional proprietário utilizado atualmente – o Windows.

O Fedora é um sistema voltado para o uso em estações de trabalho e em servidores, derivado de uma das distribuições Linux mais populares do mundo, que possui como algumas de suas principais características a fácil utilização por usuários iniciantes, o visual moderno e elegante, um ambiente de trabalho gráfico e um eficiente reconhecimento de novos periféricos.

O Projeto Fedora é um projeto de código-aberto desenvolvido inicialmente pela Red Hat Linux que em seguida foi transferido para o Fedora, uma comunidade independente. O objetivo desse projeto é possibilitar que desenvolvedores e usuários da comunidade Linux trabalhem para construir um sistema operacional completo e versátil totalmente livre.

O Linux é um sistema operacional de código aberto, o que significa que ele pode ser copiado e modificado livremente. Esta característica tornou o software popular entre organizações que buscam economia nos custos com Tecnologia da Informação. O Linux também é mais seguro porque qualquer pessoa (com os conhecimentos suficientes) pode analisar o seu funcionamento.

Veja palestra com um sumário da análise feita sobre as características das diversas distribuições Linux, que embasou a escolha do sistema operacional Fedora pelo MEC, no arquivo .pdf anexo.

Fonte