Governo exige que serviços de nuvem contratados tenham data center no Brasil

Nesta quinta-feira (12), o Ministério do Planejamento disponibilizou um novo manual de orientações e vedações para a contratação de serviços em nuvem por parte dos órgãos públicos brasileiros. A principal regra estipulada no documento é que a partir de agora todos os dados deverão ser armazenados em data centers presentes em terras nacionais. O objetivo das determinações é a otimização dos recursos de infraestrutura a partir de um modelo mais eficaz.

A decisão visa a proteção dos dados, principalmente no que se refere a questões legais. De acordo com Cristiano Heckert, secretário de Tecnologia da Informação da pasta, a expectativa é de que:

“os próprios fornecedores vão ter o total interesse em resguardar o sigilo das informações quando assim for exigido. Se, eventualmente, houver problemas de judicialização, é importante que isso seja feito na jurisdição brasileira”.

Outra questão apresentada no manual é a recomendação da utilização de “Nuvem Híbrida”, pretendendo que a contratação dos serviços não comprometa a segurança nacional. Ou seja, é possível que fornecedores privados sejam contratados, desde que os dados armazenados não estejam ligados à segurança do país.

Fonte