Mozilla lança Firefox 47 melhora reprodução de vídeos e já prepara a versão 48.

AMozilla anunciou dia 07 o lançamento do Firefox 47 para desktops equipados com Windows, Mac OS e Linux, além de dispositivos móveis com Android. Entre as diversas atualizações estão uma nova barra lateral para sincronização de guias de outros dispositivos, melhorias na reprodução de vídeos do YouTube e do suporte ao HTML5 e fim do suporte à versão Gingerbread do Android.

Mas a notícia mais interessante é que o Firefox 48 já atingiu a fase beta. O Firefox 48 incorpora o muito aguardado Electrolysis (E10S), que permite que a interface do usuário seja executada em um processo separado do conteúdo com guias. O electrolysis irá melhorar o desempenho e a segurança do Firefox e também, quebrar um monte de extensões. No entanto, o Firefox será palco do lançamento para minimizar o problema. Em um post de blog, Asa Dotzler escreveu:

Quando lançarmos o Firefox 48, cerca de 1 por cento dos usuários do Firefox elegíveis serão atualizados para E10S imediatamente. O 1 por cento dos usuários na atualização deve nos levar até uma população semelhante à que temos no Beta assim poderemos comparar os dois. Cerca de dez dias após o lançamento, nós vamos realizar mais uma rodada de feedback e análise relacionados com os usuários de atualizações com e sem E10S. Assumindo que tudo está bem, vamos girar os botões para que o resto dos usuários elegíveis do Firefox sejam atualizados para E10S longo nas semanas seguintes. Se nos deparamos com problemas, podemos retardar o roll-out, pausá-lo, ou até mesmo desativar E10S para aqueles que tenham atualizado. Nós temos todos os botões.

Com electrolysis, o Firefox pode usar processos filhos para conteúdo (separadores), reprodução de mídia e plug-ins legados. Isto é de alguma forma menos do que o Google Chrome, que utiliza um processo diferente para cada guia. No entanto, o resultado é que o Chrome é um enorme devorador de recursos: Chrome utiliza cerca de duas vezes mais memória que o Firefox no Windows e Linux.

E10S é a maior mudança que já fizemos para o Firefox e nós esperamos que você nos ajude a passar por isso com tão poucas surpresas quanto possível.

Firefox 47 e suas mudanças

O maior destaque para a versão desktop está nas guias sincronizadas. Agora, os usuários poderão utilizar suas contas do Firefox para sincronizar as abas abertas no smartphone e no computador de maneira mais precisa. A barra lateral também permite encontrar guias específicas, o que ajuda na busca por algum conteúdo já visualizado. O novo Firefox 47 também suporta o codec de vídeo VP9 e, com isso, aprimora significativamente a reprodução de vídeos, principalmente no YouTube. As reproduções serão mais suaves e menos dados e bateria serão consumidos.

Mozilla_Firefox_47_commit_linux

Com a introdução do HTML5 utilizado no YouTube, o Google afirma que os usuários podem usufruir de uma maior resolução de vídeo e uma redução de consumo de dados em torno de 35%. A versão desktop do Firefox 47 também recebeu atualizações para várias correções de segurança.

Os usuários do Linux distro Fedora 24 já conta com a versão 47 nos seus repositorios oficiais e ja pode ser atualizado. Para atualizar no seu fedora basta fazer o seguinte comando:
sudo dnf update
Firefox 47 Fedora